NPdiário | NP terá mais recursos para turismo

NP terá mais recursos para turismo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Prefeitos pedem inclusão de recursos no orçamento do Estado 

O secretário de Estado do Planejamento e Projetos Estruturantes Valdemar Bernardo Jorge visitou na tarde desta quinta-feira, dia 15, o município de Ribeirão Claro, onde se reuniu com prefeitos e lideranças políticas para debater questões referentes aos investimentos necessários para alavancar o turismo na região. Na pauta principal, a discussão sobre o Turismo do Norte Pioneiro, com ênfase no Turismo Religioso (Rota do Rosário), Turismo Rural, Jogos de Aventura e Natureza, Angra Doce, Turismo Náuticos e outros assuntos de interesse da região, sobretudo a melhoria da infraestrutura de transporte, tanto rodoviário quanto aéreo.

O chefe do executivo Mário Augusto Pereira foi enfático ao relatar a necessidade de incluir o Norte Pioneiro na rota aeroviária do Paraná. Segundo ele, é importante que a região tenha um aeroporto para atrair investimentos para o setor turístico e mais visitantes ao Norte Pioneiro. Disse ainda que há a disponibilidade de um empresário do município doar uma área de terras para a construção do aeroporto.

Lembrou também dos primeiros passos para iniciar um projeto turístico que hoje beneficia toda a região. “Este espaço onde estamos reunidos é sede da Associação dos Moradores da Prainha da Cachoeira. Foi construído em 1985, na minha gestão. Foi a primeira ação para alavancar o Turismo em Ribeirão Claro e hoje beneficia toda a região”, relembra o prefeito de Ribeirão Claro.

O secretário falou sobre as propostas de investimentos do Governo do Paraná na região. Essa é a primeira vez que o secretário visita a região e a proposta é incluir os municípios que integram o projeto Angra Doce no orçamento do Estado, para que estes municípios recebam investimentos em diversos setores.

A região de Angra Doce está localizada no entorno da Usina Hidrelétrica Xavantes, na confluência dos rios Paranapanema e Itararé, na divisa entre os estados do Paraná e São Paulo, englobando 15 municípios situados no entorno da usina, dos quais cinco no Paraná e 10 em São Paulo. O projeto chama-se Angra Doce porque a região se parece muito com Angra dos Reis, mas tem água doce. Cinco municípios do Paraná (Carlópolis, Jacarezinho, Ribeirão Claro, Salto do Itararé e Siqueira Campos), e dez de São Paulo (Barão de Antonina, Bernardino de Campos, Canitar, Chavantes, Fartura, Ipaussu, Itaporanga, Piraju, Ourinhos e Timburi) serão impactados pelas ações em Angra Doce.

Bernardo Jorge falou sobre o compromisso do governador Carlos Massa Ratinho Júnior em atrair investimentos para o setor. Mas, segundo o próprio secretário questionou, como incentivar a região, se não tiver infraestrutura e boas estradas, como a PR-092. “A gente está trabalhando isso fortemente para ampliar a capacidade de transporte e melhorar, com terceiras faixas, sinalização, acostamento. Essa é uma região com alto potencial turístico e isso precisa ser [melhor] explorado”, avalia o secretário.

A reunião contou também com a participação do deputado estadual Alexandre Amaro (PRB); do presidente de Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi) e prefeito de Pinhalão Sérgio Rodrigues; e do coordenador da Casa Civil no Norte Pioneiro, Juarez Leal Daio, de Siqueira Campos. Também participaram os prefeitos Mário Augusto Pereira (Ribeirão Claro), Hiroshi Kubo (Carlópolis), Luiz Henrique Germano (Siqueira Campos), Flavio Zan (Tomazina) e Wagner Luiz de Oliveira Martins (Ribeirão do Pinhal).

O deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli, um dos proponentes da criação do projeto Angra Doce não pôde participar por conta de compromissos assumidos anteriormente, mas foi representado pelo ex-prefeito de Tomazina, Guilherme Curi. O deputado estadual Cobra Repórter também não pôde participar, mas foi representado.

Texto e fotos: Valdir Amaral/Especial para o Npdiario

 

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Comentários

  • Facebook
  • Google Plus

Notícias relacionadas