NPdiário | Lei define Angra Doce como Área Especial de Interesse Turístico

Lei define Angra Doce como Área Especial de Interesse Turístico

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Beneficiando cinco cidades do Norte Pioneiro

A região do reservatório da usina hidrelétrica de Chavantes, entre São Paulo e Paraná, passa a ser definida como área especial de interesse turístico e denominada de Angra Doce. A mudança está definida na Lei 13.921, publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (5). O objetivo é incentivar o turismo.

A regra tem origem no PLC 34/2017, aprovado no Plenário do Senado no final de agosto.  De acordo com o texto, a área de Angra Doce abrange os municípios de Ribeirão Claro, Carlópolis, Siqueira Campos, Jacarezinho e Salto do Itararé, no estado do Paraná; e os municípios de Chavantes, Ourinhos, Canitar, Ipaussu, Timburi, Piraju, Fartura, Bernardino de Campos, Itaporanga e Barão de Antonina, no estado de São Paulo.

Agora, os 5 municípios paranaenses e dez municípios paulistas situados no entorno da Represa de Chavantes são áreas de interesse turístico, denominado ANGRA DOCE.

Carlópolis (foto do prefeito Hiroshi com o deputado Luiz Cláudio Romanelli) está no coração do Angra Doce paranaense. Os municípios terão prioridades nos investimentos públicos, no desenvolvimento do turismo, como melhorias das estradas, saneamento básico, saúde, segurança pública.

A região passará também receber mais investimentos privados, como hotéis, pousadas, resorts, restaurantes, lojas náuticas, equipamentos de lazer, loteamentos de lazer, marinas etc.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Comentários

  • Facebook
  • Google Plus

Notícias relacionadas