NPdiário | Romanelli destaca sustentabilidade das operações de Bioenergia

Romanelli destaca sustentabilidade das operações de Bioenergia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Veja o vídeo do deputado

A partir de janeiro, a CS Bioenergia, uma joint formada pela Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) e a Cattalini Bioenergia, passará a comercializar energia produzida a partir de um sistema inédito no Brasil: o bioprocessamento do lodo, resíduo resultante do tratamento de esgotos sanitários, composto essencialmente por matérias orgânicas.

A informação foi repassada pela direção da empresa ao líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli (PSB), que esteve nesta sexta-feira (11), na área onde está sendo implantada a CS Bioenergia, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. A planta industrial da empresa conta com 27.984 metros quadrados e entrará em operação em setembro, inicialmente com a produção do biogás e, posteriormente, de energia elétrica.

A energia será produzida pela queima do biogás formado durante a degradação do lodo e dos resíduos orgânicos (restos de alimentos). “Essa é uma planta industrial de grande inovação e tecnologia. Todo o lodo que a Estação de Tratamento de Esgotos Belém produz, será transformado em energia através do biogás. É um sistema inovador em nosso país, porém já amplamente utilizado em países da Europa”, afirma.

Romanelli destacou a operação da CS Bioenergia confirma o Paraná na vanguarda da energia sustentável. “Ao lado de outras iniciativas que o Paraná apoia através da Copel e da Sanepar, aqui se mostra a viabilidade de resultados econômicos importantes e altamente sustentáveis. O âmbito do saneamento tem muito a colaborar com o da energia e precisamos encontrar maneiras de, cada vez mais, preservar o meio ambiente, além, é claro, da geração de emprego e renda”, disse.

Estão sendo investidos cerca de R$ 62 milhões na CS Bioenergia que deve tratar 600 m³ de lodo de esgoto e 150 toneladas por dia de resíduos orgânicos. A potência instalada é de 2,8 MW (Mega Watts). A empresa gerará energia suficiente para atender 2.100 casas ou 8.400 pessoas.

 

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Comentários

  • Facebook
  • Google Plus

Notícias relacionadas