NPdiário | DEM vai se compor com Ratinho em 2019, diz Pedro Lupion

DEM vai se compor com Ratinho em 2019, diz Pedro Lupion

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

“Somos oriundos do mesmo grupo político”  

Presidente do Diretório do DEM do Paraná, deputado estadual pela segunda legislatura, líder do governo Cida Borghetti(PP) na Assembleia Legislativa e recém-eleito deputado federal, Pedro Deboni Lupion Mello  garantiu que os democratas vão se compor com Ratinho Junior a partir de 2019, “não tem como ser diferente, somos oriundos do mesmo grupo”, justificou durante entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (fotos), dia 11, em seu escritório político (que foi sede do comitê na campanha eleitoral), em Santo Antônio da Platina, onde reside com a família.
Ele é amigo pessoal de Ratinho e da maioria dos seus apoiadores, “não há nenhuma dificuldade de relacionamento”, adicionou.

                               

Mesmo com apenas 35 anos é uma liderança consolidada,bisneto do ex-governador do Paraná, Moysés Lupion e filho do ex-deputado federal e atual secretário de Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion, o Beka. Pedro discorreu sobre o pleito nacional(apoiou Jair Bolsonaro) e disse ver semelhanças entre o candidato do PSL e o do PRN em 1989, Pedro Collor, ambos outsiders com apoio enorme da população, embora, em sua opinião, se eleito o capitão da Reserva fará uma gestão conciliadora e produtiva , trabalhando junto com o Congresso Nacional.

Lembrou da importância do deputado estadual reeleito Luiz Cláudio Romanelli (PSB ) para a região; defendeu a duplicação da BR-153 entre Jacarezinho e Santo Antônio da Platina e daí também da PR-092 até Jaguariaíva (Campos Gerais) e, novamente, se posicionou favorável a que as duas entidades políticas mais importantes se unam  – Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi) e do Norte do Paraná(Amunop). Juntas, as possuem 406 mil eleitores e poderia ser unir como Mesorregião.
O parlamentar não teve o apoio do prefeito platinense Zezão Coelho (PHS) em 2018, porém disse acreditar que eventuais indisposições do passado não serão empecilhos para uma parceria que, na prática, já está sendo feita por meio de repasses de recursos públicos.

Estavam presentes jornalistas e radialistas da região, assessores e o reverendo José Fabrício, da igreja Metodista.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Comentários

  • Facebook
  • Google Plus

Notícias relacionadas