NPdiário | OMS apoia projetos da deputada federal Leandre

OMS apoia projetos da deputada federal Leandre

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Trabalho por videoconferência dá continuidade na parceria

As representantes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) enviaram um documento manifestando apoio internacional nas ações do mandato à deputada federal Leandre Dal Ponte (PV-PR). A OMS já é parceira na implantação do projeto Cidade Amiga do Idoso e também em ações de promoção do Marco Legal da Primeira Infância.

Haydeé Padilla, coordenadora na Unidade Técnica da Família, Gênero e Curso de Vida da OPAS e da OMS no Brasil, colocou-se à disposição para apoiar o Estado do Paraná e os municípios já comprometidos com os programas em questão, até mesmo durante o período crítico de pandemia.  A preocupação é dar continuidade ao trabalho dos municípios que buscam a certificação internacional, mesmo que o apoio técnico seja realizado por videoeconferência.

A intenção é que nossos esforços na agenda da pessoa idosa possam continuar mesmo a distância, pois sabemos quão difícil essa situação, mas podemos trabalhar estrategicamente. Assim, se possível, gostaria de propor um planejamento mínimo de cooperação com reuniões virtuais planejadas de acordo a sua disponibilidade e disponibilidade de equipe do Estado

Leandre agradeceu a disposição da entidade. “Sempre que nós precisamos, representantes da OMS vieram ao Paraná para orientar os municípios que buscam a certificação de Cidade Amiga do Idoso e orientação para outros programas internacionais. Neste momento, eles se mostram ainda mais sensíveis à causa, dando continuidade ao trabalho, mesmo a distância”, assinalou.

A deputada afirmou que o planejamento, sugerido pela representante da OMS, já está em fase de elaboração. E tranquilizou os municípios paranaenses que estão em busca da certificação: “Nós vamos desenvolver uma metodologia de trabalho à distância, em parceria com a Organização Mundial da Saúde. Sabemos que a prioridade dos municípios é o cuidado com a saúde e frear o avanço do coronavírus. Mas, o trabalho de certificação, mesmo durante este período crítico, não vai parar”, garantiu.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Comentários

  • Facebook
  • Google Plus

Notícias relacionadas