NPdiário | Lançado programa Pedala Paraná de incentivo ao esporte e turismo

Lançado programa Pedala Paraná de incentivo ao esporte e turismo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

A retomada das atividades foi comemorada pelo ciclistas

O Governo do Estado lançou o programa Pedala Paraná, que busca incentivar a modalidade e  fomentar o turismo. O lançamento foi neste domingo (17), em Guaratuba, no Litoral, com a participação de 130 ciclistas.

 Na largada, todos os participantes passaram por aferição de temperatura corporal, além de serem orientados sobre os protocolos de prevenção ao coronavírus, utilizando máscara, mantendo o distanciamento e higienizando as mãos com álcool em gel.

A ciclorrota de 32km, localizada na Estrada do Descoberto, é a primeira de três que serão inauguradas ainda este mês no Litoral, contemplando também Matinhos e Pontal do Paraná. Elas integrarão um total de 20 circuitos previstos para serem lançados até o fim de 2021, em diferentes pontos do Estado.

O programa é realizado pela Paraná Esporte, em parceria com a Paraná Turismo, Detran e prefeituras. “Atualmente, o ciclismo é um dos esportes que mais crescem no Brasil e também no Paraná.

Com essa ciclorrota em Guaratuba e todas as outras que vamos inaugurar em diversas cidades paranaenses, além de incentivar a prática esportiva, vamos ajudar a fomentar o turismo e comércio do Estado”, destacou o superintendente do Esporte Paraná, Helio Wirbiski. “A ideia é criar emprego, renda e desenvolver as potências turísticas”, afirmou.

O prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, resumiu o lançamento da ciclorrota como um evento completo. “Reunir esporte, que molda o caráter, reforça vínculos familiares e melhora a autoestima das pessoas, com o turismo, que é a vocação do nosso município, só vem a somar neste momento tão complicado que estamos vivendo”, declarou.

Segundo o diretor-presidente da Paraná Turismo, João Jacob Mehl, o Paraná inteiro está preocupado com o turismo, pois no último ano houve uma grande queda, trazendo prejuízos para muitas empresas do setor. “A recuperação está começando graças a trabalhos como esse. Isso nos dá alento e alegria em ver que é possível recuperar o turismo no Paraná por meio de iniciativas como esta”.

A retomada das atividades esportivas foi comemorada pelo ciclista Willians Sada. “Estamos muito satisfeitos por essa iniciativa do Governo do Estado de possibilitar a retomada de eventos como este que são tão importantes para a saúde física e mental de todos nós”, afirmou.

Participou do lançamento do programa um dos maiores nomes do ciclismo paranaense, Adir Romeo, que falou sobre a importância da retomada do esporte aliado ao turismo em todo o Paraná. “É um grande passo para a retomada de um pedala com saúde e um resgate do turismo que as cidades vão ofertar para que os ciclistas conheçam e desfrutem das belezas da natureza que o Paraná tem”.

Os demais ciclistas também aprovaram a proposta de um turismo diferenciado. Um exemplo é Ledamir Silveira, que mora em Itapoá (SC). “Foi ótimo o pedal! Os caminhos estão muito bem sinalizados e isso é muito importante em um trajeto”, disse ela.

O ciclista de Guaratuba, Cecilio Borba Júnior, que ficou sabendo da programação do Pelada Paraná pelas redes sociais do Governo do Paraná, disse que ficou muito satisfeito. “É uma trilha muito bacana! Estou muito feliz, pois, com a inauguração dessa rota, estão divulgando uma área pouco explorada de nossa região”, afirmou.

INFRAESTRUTURA – Com 32 quilômetros e considerada de intensidade média, a Rota do Descoberto, localizada na zona rural de Guaratuba.

De acordo com o diretor estadual de Inovação, Incentivo e Fomento ao Esporte, Tiago Campos, a nova ciclorrota de Guaratuba foi pensada para atender as demandas dos ciclistas locais, e também os turistas que passam pelo Litoral. “A Rota do Descoberto tem pisos de areia, de terra e pedras, então é um desafio grande para os ciclistas, mas é como eles gostam de praticar o esporte.

Por isso, fizemos questão de preparar uma rota bem sinalizada e equipada para que todos que passarem por aqui possam aproveitar ao máximo o que esse pedal pode oferecer”, declarou.

Essa primeira ciclorrota, assim como as demais, são construídas a partir de madeira de reflorestamento e lixo coletado nas trilhas, aglutinados em um processo único, formando a lixeira e a placa que abriga o mapa.

Elas são equipadas com estações de apoio, contendo ferramentas para socorros de urgência, bomba para encher pneu, além de um mapa com as informações do trajeto.

PRÓXIMAS ETAPAS – Em Matinhos, a ciclorrota terá um trajeto urbano, circundando a orla. A inauguração está prevista para o dia 24 de janeiro. Em Pontal do Paraná, a rota será na Estrada do Rio Guaraguaçu, passando pela Aldeia Karaguata Poty, da tribo Guarani, e terminando na Área de Preservação Arqueológica dos Sambaquis – um depósito feito por povos primitivos, de valor histórico e, para os índios, espiritual. O lançamento em Pontal será em 31 de janeiro.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Comentários

  • Facebook
  • Google Plus

Notícias relacionadas