NPdiário | Prefeito Mário Pereira anuncia saída da Amunorpi

Prefeito Mário Pereira anuncia saída da Amunorpi

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Cumprirá mandato até o final do ano

O tetraprefeito de Ribeirão Claro, Mário Augusto Pereira(PSC) foi eleito por aclamação em janeiro último, em Santo Antônio da Platina, presidente da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi). Houve consenso entre os 20 prefeitos que participaram do processo e apenas uma chapa foi registrada: União pelo Norte Pioneiro.Ele informou, neste sábado, dia 23, que cumprirá o mandato de um ano mandato e não aceitará permanecer na função,”saio no final de 2017, outro deve continuar o trabalho”, declarou.
“Só tenho a agradecer a todos pela participação e espírito de colaboração e apoio”, adicionou.


Mário Pereira estava cotado para ser segundo vice-presidente, em uma composição com os prefeitos de Figueira, Valdir Garcia e de Santana do Itararé, Joás Ferraz Michetti, encabeçada pelo primeiro. No entanto, a caminho da reunião com os demais líderes, Garcia decidiu abrir mão da candidatura, abrindo espaço para o prefeito pela quarta vez em Ribeirão Claro, Mário Pereira. Joás é primeiro-vice-presidente e Valdir Garcia o segundo.
Alguns chefes de executivos estavam insatisfeitos como os rumos em que a Amunorpi trafegou nos últimos anos e decididos a deixar a entidade. Esse foi o caso do prefeito de São José da Boa Vista, Sérgio Kronéis(PSDB) que confessou ter ficado alguns meses sem efetuar o pagamento mensal, por estar descontente com o trabalho realizado.
O prefeito de Jundiaí do Sul, Eclair Rauen também formou coro com Sérgio Kronéis, para optou pela permanência na Amunorpi. Ambos alegaram que, pela primeira vez, a instituição debateu abertamente os direcionamentos da Amunorpi.
“A gente vinha na reunião para eleger a diretoria executiva e tudo já estava acertado. Os nomes já estavam indicados e bastava aos prefeitos apenas confirmar”, disse o prefeito de São José da Boa Vista.Segundo ele, nenhuma das conquistas dos últimos anos no município foi intermediada pela Amunorpi. “Conquistamos muitas obras e recursos dos nossos representantes federal e estadual, sobretudo pelo apoio e compromisso do deputado Romanelli”, enfatizou.


De modo geral, o descontentamento dos prefeitos girava em torno da inatividade da Amunorpi nos últimos anos. A maioria concordou que a instituição estava sem credibilidade e representatividade junto aos governos Federal e Estadual.
O prefeito de Guapirama, Pedro de Oliveira(PMDB) foi indicado pelos demais líderes para presidir a reunião, uma vez que o ex-presidente José de Jesus Izac(PT) encerrou o mandato no município de Santana do Itararé em 31 de dezembro e também a presidência da Amunorpi.
O Conselho Fiscal da Amunorpi hoje é formado pelos prefeitos José da Silva Coelho Neto, o Zezão, de Santo Antônio da Platina; Alex Sandro Pereira Costa Domingues, de Conselheiro Mairinck e Vanderley de Siqueira e Silva, o Lei da Lica, de Jaboti.No Conselho Fiscal suplentes ficaram os prefeitos Walmir W. da Silva, de Japira; Josué Melo(na época interino, hoje o cargo é da prefeita Adelitam Parmezan), de Quatiguá e Paulo Leonar, de Wenceslau Braz.

Antes da crise político-criminal na entidade, a eleição era festiva e sempre realizada na abertura da Festa da Uva de Japira.É possível que se retome essa tradição na 15ª edição do evento,que acontecerá no próximo dia oito de dezembro em comemoração ao 65º aniversário do município.Essa data, porém, ainda não foi decidida.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Comentários

  • Facebook
  • Google Plus

Notícias relacionadas