NPdiário | Viúva não será candidata a prefeita de Japira

Viúva não será candidata a prefeita de Japira

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Mas poderá apoiar um concorrente  

A presidente do MDB de Japira, Luciane de Freitas (fotos), de 44 anos, anunciou nesta quarta-feira, dia 31, que não será candidata a prefeita de Japira conforme vinha sendo especulado nos últimos dias. Foi durante visita de cortesia que fez ao npdiario, em Santo Antônio da Platina.

Ela é enfermeira, e foi casada com Walmir Wellington da Silva (DEM), de 48 anos, que era chefe do executivo japirense quando morreu no dia 25 de dezembro (Natal) do ano passado na BR-153 a cerca de dez KM de Ibaiti.Ela e a filha, Eduarda, estava no carro. A criança faleceu momentos depois.Luciane teve diversos ferimentos e ainda hoje sofre sequelas do acidente.O então marido dirigia um Voyage, se descontrolou, saiu da pista, bateu numa árvore e perdeu a vida na hora.
O vice, José Geraldo dos Santos, conhecido como Geraldão, assumiu o cargo. Depois, a câmara de vereadores cassou o mandato dele e o presidente da Casa, Lauro Aparecido de Carvalho (DEM) ficou na função.
“Muitas pessoas insistiram que eu concorresse, mas pretendo seguir com minha vida normal, agradeço o apoio, quem sabe daqui a dois anos? Talvez eu ajude algum candidato, vamos ver”, complementou.

                                       

A chapa “Unidos por Japira” lançou os nomes de Nélson Cesar de Oliveira Weisheimer, o Branco (PSDB) para prefeito (é primo do ex-prefeito Wilson Rony) e Edno Queiroz Rodrigues, o Edinho (PHS) para vice. O atual chefe do executivo, Lauro Aparecido de Carvalho (DEM) apoia o grupo.

Muitas pessoas insistiram que eu concorresse, mas pretendo seguir com minha vida normal, agradeço o apoio, quem sabe daqui a dois anos? Talvez eu ajude algum candidato, vamos ver”

A campanha eleitoral começa nesta quinta-feira, 1º de novembro e vai até o dia 8 de dezembro, véspera da votação. Conforme o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná estão aptos a votar os eleitores com situação regular até 11 de julho de 2018 (151 dias antes da votação).

Haverá eleições também no dia nove de dezembro em Congonhinhas (prefeito eleito teve o registro de candidatura indeferido) e Rancho Alegre (prefeito foi cassado em ação da Justiça Eleitoral).

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Comentários

  • Facebook
  • Google Plus

Notícias relacionadas