NPdiário | Tribunal do Júri absolve homem que matou por motivo banal

Tribunal do Júri absolve homem que matou por motivo banal

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Em Santo Antônio da Platina

O Tribunal do Júri de Santo Antônio da Platina decidiu, nesta terça-feira,dia 27, pela absolvição de Adriano Gonçalves do Santos(fotos),37 anos.
Os advogados Osman de Santa Cruz Arruda, de Curitiba, Maurício Santa Cruz Arruda e o platinense Edson Soares Arruda,foram fundamentais na defesa do réu, conhecido como Tininho.
Ele havia sido condenado, em 2015, a sete anos e nove meses de reclusão pela morte de Antônio Benedito Marcolino(que tinha 51 anos) conhecido na época como Toninho Sete Cabeças,com uma facada no tórax, falecendo próximo ao bar onde estavam após discussão banal sobre política.O crime aconteceu no dia 27 de junho de 2008.
Após quatro horas de debates, os jurados optaram pela absolvição como homicídio simples .
Tininho desabafou,beijou a imagem de Nossa Senhora Aparecida, e declarou: “Vou seguir minha vida, continuar minha empresa…Vou viver minha família,minha esposa,minha filha,meus negócios,obrigado Nossa Senhora eu confiei”.
Os trabalhos em plenário foram conduzidos pelo Juiz de Direito Júlio Cézar Tanga(Texto e fotos: Juninho Queiroz/Especial para o npdiario).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Comentários

  • Facebook
  • Google Plus

Notícias relacionadas