NPdiário | Laboratório Ximenes termina 2020 na liderança no Norte Pioneiro (vídeo)

Laboratório Ximenes termina 2020 na liderança no Norte Pioneiro (vídeo)

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Atende com o que de mais moderno existe na área hoje no Brasil

No ano do cinquentenário, o conceituado Laboratório Ximenes prosseguiu investindo cada vez mais na saúde de todas as pessoas do Norte Pioneiro e sul/sudeste de São Paulo. Instalado na avenida Oliveira Motta, centro de Santo Antônio da Platina e com mais uma recente ampliação de 580 metros quadrados em sua sede, hoje atende 13 municípios diariamente.
No Brasil, existe aproximadamente 16.000 laboratórios e o Ximenes está entre os 180 maiores do país.

Nos dois imóveis contíguos há recepções, três modernas salas de coletas, banheiras, fraldários, sala para mães e avós atenderem filhos e netos,sanitários, sala de brinquedos (área kids), cafeteira e lanchonete cool com sucos e bolachas (delicioso café tipo colonial), salas climatizadas,equipamentos de ponta que realizam exames hormonais, microscópios com câmera de captura de imagem, leitores de urina a laser,aparelhos que realizam exames imediatos de troponina(indica se a pessoa está infartando),entre muitos outros.

O laboratório possui duas certificações, o PNCQ (Programa Nacional de Controle de Qualidade) e Acreditação;  sala de repouso com poltronas de massagem; sala temática para exames toxicológicos do DETRAN e CLT, além de aparelhos automatizados que realizam 1.200 exames por hora.

Enfim, tudo de moderno e acolhedor para que os pacientes e clientes se sintam à vontade.
Alem de profissionais treinados e qualificados (cinco secretárias, uma colaboradora de serviços gerais, um administrador de empresa, dois bioquímicos, três enfermeiros/coletadores etc).

 

Para aproximar os pacientes dos laboratórios e promover uma melhor experiência, a aposta também é em processos digitais para facilitar a jornada dos pacientes.

A tecnologia ainda dá maior segurança e engajamento ao colaborador, com menores chances de erros nos processos, desde o atendimento até a entrega do exame ao paciente.

O laboratório Ximenes também já se prepara para se adaptar às mudanças referentes a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entra em vigor em agosto de 2020. Para saber como lidar com as informações dos pacientes e colaboradores, as empresas terão de dedicar tempo e recursos. Será um grande desafio devido à complexidade da legislação, inclusive na adaptação de novos sistemas. Os que não estiverem em conformidade com esta lei estarão sujeitos a altas penalidades.

O registro de dados tornou-se a pedra preciosa das empresas do setor, que vão investir cada vez mais nessa questão. A partir de uma gestão eficiente, com a análise de dados qualificados, organizados e devidamente armazenados, o gestor consegue ter uma visão mais ampla da empresa como um todo e tem condições mais claras de deliberar sobre determinados assuntos.

 

 

O mercado de medicina diagnóstica atende cada vez mais vidas em todo o Brasil. Para se ter ideia da contribuição e importância do setor, bem como do seu crescimento, projeções do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) apontam que a demanda por exames deve mais do que dobrar até 2030.

Apesar da recuperação econômica do país andar a passos largos, impedindo de deixar o setor desenvolver todo seu potencial, os laboratórios continuam evoluindo e inovando. Hoje, a tecnologia tem facilitado bastante os processos laboratoriais, permitindo a realização de exames em grande escala, em menor tempo, com melhor qualidade e precisão, sem contar com a redução de custos operacionais.

Nesse caminho, o setor de saúde como um todo passa por uma transformação digital ao mesmo tempo em que começa a deixar de lado o foco no tratamento-cura, para o cuidado à saúde e também para a prevenção, priorizando o bem-estar do paciente. Diante desse cenário, algumas tendências no segmento de medicina diagnóstica serão mais acentuadas nos próximos anos para agregar mais valor à toda a cadeia da saúde.

Cada vez mais convencidos de que o acesso fácil e ágil a informações e dados do paciente e resultados que apoiam o desfecho clínico deve estar no centro dessas decisões, laboratórios vão apostar em mais investimentos em infraestrutura e automatização de processos.

As inovações tecnológicas serão alimentadas por investimentos em pesquisa e desenvolvimento, sempre na busca de soluções que melhorem a experiência do paciente. Nesse quesito, o foco em um atendimento humanizado e personalizado tem sido um dos caminhos para alcançar a satisfação do paciente.

Laboratório de Análises Clínicas Ximenes: 

Telefone (43) 3534-4301;

98452-7150 celular e Whatsapp;

Facebook Lab Ximenes;

Instagram @laboratorioximenes

Fotos/ Vinícius Machado e Roberta Rodrigues/Especial para o npdiario

Sob o comando do bioquímico Dr. Luiz Antônio Ximenes, diretor clínico do Laboratório Ximenes, são feitos diariamente dezenas de testes para se detectar a presença do novo coronavírus, em Santo Antônio da Platina.

A forma mais segura é através de drivethru , por uma entrada lateral  e sem contato com as demais dependências do amplo prédio da conceituada empresa.

Laboratório Ximenes cumpre todas as normas exigidas para a coleta do exame da COVID-19, conforme garante o administrador, Gustavo Ximenes.

Curiosa e simples é a origem do nome Covid-19, lembrando que é O novo coronavírus (masculino) e A Covid-19 (feminino).

A Organização Mundial da Saúde (OMS)foi quem anunciou que o nome oficial. A palavra coronavírus refere-se ao grupo de vírus ao qual pertence, e não à última cepa. O vírus em si foi designado como SARS-CoV-2 pelo Comitê Internacional de Taxonomia de Vírus.

O novo nome é retirado das palavras “Corona”, “rus” e “Doença”, com 2019 representando o ano em que surgiu (foi relatado à OMS em 31 de dezembro de 2019).

Vale lembrar que a palavra coronavírus não deveria ser usada como nome do novo vírus, pois se refere a um grupo de vírus ao qual pertence, como a SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave).

   

  

 

 

 

 

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Comentários

  • Facebook
  • Google Plus

Notícias relacionadas