NPdiário | Quatiguaense que matou criança foi indiciado mas solto pela Justiça

Quatiguaense que matou criança foi indiciado mas solto pela Justiça

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

O caso teria sido uma fatalidade e o motorista não teria tido culpa

Arielton do Carmo (foto), de 29 anos, foi indiciado por homicídio culposo (sem intenção de matar), omissão de socorro e dirigir sem habilitação depois que foi detido após atropelar e matar com o carro um menino de dois anos e 11 meses na última terça-feira, dia 22, na zona urbana de Quatiguá. Só que a Justiça da comarca de Joaquim Távora acatou neste final de semana pedido de habeas corpus e determinou a liberdade dele.

O delegado Fernando de Carvalho havia feito o teste com o etilômetro, e confirmado que não estava embriagado.

O rapaz trabalha na Olaria do Mazini, em Tomazina e chegou a conduzir até empilhadeira, segundo depoimento do pai.

O advogado de Carmo preferiu não se manifestar para a Imprensa.

No depoimento, confessou que não possui carteira de habilitação e alegou não ter prestado socorro por considerar ter atropelado um cachorro.

A própria mãe teria deixado o portão aberto. Foi uma fatalidade.

 

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Comentários

  • Facebook
  • Google Plus

Notícias relacionadas